Henrique | Diretor de Arte

Sobre mim :)

Uma breve reflexão sobre quem sou e onde pretendo chegar nessa vida, pelo menos até agora ;)

"Construir, desconstruir, errar, acertar, absorver, envolver, mudar, ser construído...fazer diferente..."

O Começo

No início, entre 2008 e 2009, ainda no colegial, eu adorava explorar todas as possibilidades visuais do que eu jugava “arte” e andava sobre meus próprios conceitos estéticos.


Meu primeiro brinquedo foi a ferramenta de criação Fireworks, da extinta Macromedia, os primeiros passos foram dados criando composições para colegas de sala de aula: gradientes assustadores, cores radioativas, pessoas voando no layout etc. Admito que meus primeiros passos foram dolorosos mas não me culpo, não existe aprendizado sem sofrimento (rsrsrs).

Mão na massa

Antes mesmo de iniciar a graduação em 2011, meu interesse em “criar coisas” e planejá-las, já permeava meus hobbys e desafiava minha curiosidade sobre um mundo relativamente novo para mim na época, o design.


Encerrado o colegial, com meu interesse por novas ferramentas e técnicas de criação ainda mais aflorado dada a influência das possibilidades oferecidas pela internet, mergulhei de cabeça em meu primeiro curso na área: na AIS, atualmente conhecida como SAGA –School of Arts, Games and Animation.

 

Lá tive a oportunidade de conhecer muitos professores experientes, evoluir como web designer, uma área bem específica de criação que muito me chamou a atenção na época e também me aprofundar em uma grande gama de softwares, em especial, a suíte de programas da Adobe.

 

O resultado: um relacionamento muito sério com o Photoshop. A partir desse momento percebi que estava iniciando minha carreira do modo correto, fazendo o que gosto.

 

Aproximadamente um ano depois, iniciei a graduação como Designer Gráfico pela Universidade Paulista, infelizmente muitas empresas ainda avaliam o profissional criativo apenas pelo currículo e não pelo portfólio. Dadas às circunstâncias, escolhi por um curso de curta duração, de dois anos aproximadamente, para adentrar ao mercado de trabalho.


Por sorte ou habilidade, logo em meus primeiros meses como universitário integrei uma pequena equipe de startup como web designer jr. Foi o “Momento de Ouro” que decidiu grande parte do que sou hoje profissionalmente.

Levando a coisa a sério

Toda empresa precisa de um site, é inviável não pensar assim, e obviamente o mercado sofreu uma superlotação, não apenas de profissionais despreparados ou habilidosos mas também de ferramentas de auto-gestão, ou seja, percebi que meu portfólio precisava de “algo mais”.


Com o passar do tempo a internet já não era mais novidade e meus instintos de Criativo me levaram a procurar por algo mais sinestésico. Foi ai que surgiu minha primeira pós-graduação como Diretor de Arte.

Fotografia, linguagem publicitária, roteiro e até figurino.

 

Concluída minha primeira Pós-Graduação em Direção de Arte e Comunicação pela Universidade de Belas Artes de São Paulo em 2014, meu objetivo nessa época era obter o máximo de conhecimento em diversas áreas e conectá-los. O mais irônico é que e meu TCC foi focado em Usabilidade na Internet.

 

Na verdade, acredito que parte de meu interesse pela internet é o grande leque de possibilidades no mercado de trabalho, por mais sobrecarregado que esteja, de meu ponto de vista, ainda é muito maior que em qualquer outra área de criação dada a necessidade de toda empresa precisar de um site.

Do presente

Uma nova Especialização! Nada mais valoriza um profissional do que se especializar em uma área que não sofre com as intempéries do tempo: a gestão de pessoas e seus valores. Foi ai que através de um amigo conheci um novo mundo, o Branding ou Gestão da Inovação, conhecido também como Gestão de Marcas.


Um novo mundo onde a criatividade não se limita a formas gráficas ou linhas de códigos, mas sim aos conceitos que regem e se atualizam constantemente durante toda a vida das pessoas enquanto parte de uma sociedade de consumo. Ou seja, estudar o comportamento daquilo que está sempre mudando, um mercado que não tem fim, o ser humano. 

Ao futuro

Desde minha formação como Diretor de Arte até agora permaneço em uma busca contínua para me tornar uma pessoa com ponto de vista amplo e compartilhar da criatividade sem preconceitos.

Em minha vida e projetos, gosto de integrar às necessidades das pessoas: clientes, amigos de equipe ou diretores; aos processos colaborativos e resultados corporativos.

Por enquanto é isso, até a próxima atualização.